Aprendizado auto-dirigido é mais eficiente

self-directed-learningConforme estudos recentes na área da educação, estudantes aprendem mais quando podem controlar o fluxo de seu aprendizado – ou seja, quando seu aprendizado é “auto-dirigido” -, utilizando recursos como, por exemplo, experiências em laboratório, manuseio de objetos de estudo em sala de aula, participação direta em atividades práticas e a livre investigação.

Um dos principais aspectos desse tipo de aprendizado é o motivacional, pois desperta nos estudantes um maior interesse em aprender. O aprendizado auto-dirigido também ajuda a otimizar a experiência educacional, permitindo maior concentração de esforços pessoais em informações úteis que ainda não se tem, enquanto expõe outras informações a que não se teria acesso por observação passiva. Dentre as vantagens cognitivas oferecidas, a natureza ativa do aprendizado auto-dirigido ajuda a codificar informações e retê-las ao longo do tempo.

Contudo, experiências de aprendizado podem ser influenciadas por fatores como predisposições cognitivas e heurística. Agora, os pesquisadores trabalham com modelos computacionais para estudar como as pessoas avaliam diferentes fontes de informação – e decidem quais informações buscar e utilizar – e para identificar as situações em que um aprendizado independente pode conferir o maior benefício ao estudante.

Para saber mais, acesse o artigo original no ZeitNews.

O site dispõe de opção de tradução automática (veja na barra superior da página).

Continue acompanhando os conteúdos do ZeitNews aqui no MZBlog.

You may also like...

2 Responses

  1. Fernando disse:

    Uma pena que a fonte na APS( Association for Psychological Science) seja restrita a assinantes. Assim não da pra saber o ponto de partida, o método utilizado na pesquisa e a análise feita para se chegar a esses “resultados”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>