Automação: como será quando os robôs tomarem nossos empregos?

O que faremos quando os empregos forem cada vez mais escassos? Como você acha que as pessoas vão viver sem um emprego? Qual será a fonte de renda? Que ocupação vamos arrumar?

Você pode achar que é ficção, e não se preparar e nem pensar nisso. Pode ser que não aconteça tão cedo, que nossa geração não viva isso. Mas é nossa responsabilidade ter opções e caminhos, para que as próximas gerações possam viver mais do que uma vida de miséria e desemprego. Porque a substituição, cedo ou tarde, virá – queiramos ou não. Robôs costumam ser mais eficientes, conseguem trabalhar sem descanso e por um tempo maior, além de não exigirem leis trabalhistas… Esse último aspecto é importante, pois em alguns lugares a substituição de mão-de-obra humana está ocorrendo devido às pressões para que haja aumento do salário mínimo. “O ritmo de implantação dos sistemas de auto-atendimento está ganhando velocidade. Mas há um elemento político relacionado a isso, e é melhor abordá-lo logo”. No Brasil, embora a Constituição “proteja” o trabalhador face à automação (Artigo 7° Inciso XXVII), frente à inexistência de norma regulamentadora, as empresas podem fazer a interpretação e uso que preferirem – e assim promover a substituição.

Leia e assista os vídeos em “Automação: como robôs tomarão seu trabalho“. Robô, neste caso, não se refere apenas a um bonequinho humanoide. Refere-se ao uso de tecnologia inteligente para executar atividades que em geral são executadas apenas por humanos – por exemplo, dirigir carros. Outro exemplo: em muitos países da Europa há supermercados onde não há um funcionário em cada caixa – cada cliente é que passa os produtos no leitor e faz o pagamento, há apenas um único fiscal por perto dos caixas, para conferir e tirar dúvidas. E há até tecnologia para substituir atendentes de call centers.

O texto e os vídeos do link acima estão em inglês. Em português, você pode ter uma ideia sobre como os robôs ocuparão nossos trabalhos (e já ocupam em alguns lugares) nesse vídeo do Leandro Zayd.

Se você quiser tentar encontrar algumas respostas para as perguntas destacadas no início deste post, pode ler o livro Robots will steal your job, but that’s OK. O livro ainda não tem versão em português, mas siga este e este link para ter uma ideia do que ele diz em nossa pátria língua. Outros livros que podem trazer informações neste sentido são Lights in the Tunnel e Robot Nation. Procurando, você vai ver que até mesmo a grande mídia já está abordando este assunto: aquiaqui e aqui, por exemplo. E, claro, em todo o material de referência do MZ você também encontra indicações de como podemos construir um futuro aprazível, ao invés de miserável, com ajuda da automação. Procure por Uma nova forma de pensar  (versão completa em inglês aqui).

mcdonalds robot

“Este artigo não expressa necessariamente uma opinião do MZ, mas de seu autor.
O mérito está na contribuição para a discussão da linha de pensamento defendida pelo movimento.”

You may also like...

3 Responses

  1. Tradução colaborativa do livro: Os Robôs Vão Roubar o Teu Emprego, Mas Tudo Bem

  2. Fabiano Alves Soares disse:

    “Robô, neste caso, não se refere apenas a um bonequinho humanoide.” É incrível a necessidade em ter que dizer isso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>