Estamos nisso juntos: a evolução do comportamento cooperativo

were-together-pathbreaking-investigation-evolution-cooperative-behaviorO ser humano é muito mais inclinado a cooperar que outras espécies, o que se manifesta no comportamento altruísta. Um novo estudo sugere que o altruísmo é, na verdade, uma adaptação do ser humano às suas necessidades de sobrevivência. Aprendemos a cooperar uns com os outros por um interesse mútuo em sobreviver frente às circunstâncias ambientais – portanto, tornando-nos dependentes dessa cooperação.

O desenvolvimento da habilidade de cooperação pode ser entendido em 2 momentos. No primeiro, em algum ponto da evolução, os indivíduos começaram a se organizar em grupos para obter comida, onde cada um interferia no bem estar de todos. Os grupos que aprenderam a cooperar melhor se sobressaíram e prosperaram, desenvolvendo habilidades como a comunicação e o espírito de grupo.

O segundo momento veio com a evolução desses grupos em sociedades complexas, com maior interdependência entre os indivíduos e pressionadas pela competição com outras sociedades. As habilidades de cooperação geraram um espírito coletivo e uma identidade cultural, com um sentimento de pertencimento do indivíduo para com o grupo. Surgem nesse momento as convenções, normas e instituições que incentivaram uma maior estruturação social.

Para saber mais, acesse o artigo original no ZeitNews.

O site dispõe de opção de tradução automática (veja na barra superior da página).

Continue acompanhando os conteúdos do ZeitNews aqui no MZBlog.

You may also like...

2 Responses

  1. Leonardo Silva disse:

    Isso é válido para uma sociedade que não é patrimonialista como a nossa… Falando de Brasil: os interesses e vantagens pessoais estarão sempre acima do benefício coletivo.

    • Graciela Kunrath Lima disse:

      Leonardo, com certeza precisamos de uma mudança drástica em nossa cultura e em nosso modo de pensar – e isso é um processo extremamente lento. Porém, apesar do comportamento egoísta/competitivo ser o dominante atualmente, o que o artigo indica é que temos a capacidade de cooperar, e que esta capacidade foi (e é) muito importante para nossa sobrevivência como espécie. Se nossa atual conjuntura, em que domina o egoísmo, aponta para a precariedade e o colapso, temos que rever este comportamento se quisermos ter um futuro. Mesmo sendo difícil, precisamos tentar, porque talvez seja nossa única opção…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>