O Jogo Monetário e Além – TVP Magazine (Parte 8)

Autor: Tio | Editor: Ray

Tradução e Revisão por membros do Time Linguístico:

Tradução: Gustavo Canto, Rodrigo Fanhoni, Lucas Brilhante e Luiza Nora;
Revisão: Graciela Kunrath Lima, Bruna Sahão e Gabriel Bizzotto
Design: Bruno Boguszewski e Carlos Alberto Andres

Esse artigo foi traduzido a partir do original em inglês “The Money Game and Beyond”, publicado na TVP Magazine, disponível aqui.  A tradução dos artigos desse ebook serão divulgados aqui no MZBlog numa série de publicações. Esta é a Parte 8.  As partes já publicadas podem ser acessadas abaixo:

A – Movimentação de Coisas e Pessoas: Partes 1 a 7

B – Sistemas de Organização de Sociedades: Parte 8, até a definir

C – Além do Jogo: Partes a definir

———————————————————————

Sistemas de Organização de Sociedades

Introdução

No capítulo anterior dos Jogos Monetários, discutimos como o dinheiro entrou em existência e como ele é mais sobre o comércio do que sobre “dinheiro”, mas percebemos que o comércio ficou louco, escravizando e matando pessoas, mudando os seus valores, destruindo o meio ambiente e assim por diante.”Comércio” não é algum tipo de criatura que pode ser colocada em quarentena, mas sim um tipo de ambiente que tem uma influência enorme no comportamento humano.  Nós não somos os primeiros a notar essa loucura, é claro, pois outros já propuseram o desenvolvimento de sistemas para lidar com todas estas questões ao longo dos anos.  Poderiam haver tantas dessas ideias como existem pessoas que já viveram sobre a superfície do planeta. No entanto, vamos tentar olhar para algumas das mais ‘visíveis’ e observar o que foi proposto, o que aconteceu com essas ideias e o que eles fizeram para mudar/melhorar.

O negócio é, como explicamos na primeira parte, que o mundo não é tão simples assim.  Como no caso do que representa uma tribo ou como o comércio veio a existir, neste caso, não é redutível a “Ah, esse comércio está louco, vamos fazer algo a respeito!” porque os sistemas/ideias de organização de grupos de pessoas (sociedades) já existiam muito antes do comércio ser amplamente adotado, e em seguida foram influenciados pelo comércio e muitos outros fatores.  Em geral, tudo é um resultado emergente de todos estes influenciadores.

Poderíamos tentar dividir esses sistemas de organizar grupos de pessoas em:

  1. MEIOS DE PRODUÇÃO E DISTRIBUIÇÃO
  2. IDEOLOGIAS
  3. UMA COMBINAÇÃO DE AMBOS QUE RESULTA NUM “GOVERNO”, E, ASSIM, NUMA “ECONOMIA”

1. A produção de bens e serviços muda a forma como as ideologias ganham forma e, por isso, influencia como os sistemas organizadores da sociedades emergem e como eles são gerenciados. Antes dos humanos começarem a criar intencionalmente animais e cultivar todos os tipos de plantas, eles se agrupavam em pequenos grupos.  Às vezes eles tinha alguma espécie de líder da tribo, mas eles confiavam principalmente em valores familiares e de partilha equitativa do que caçavam e/ou colhiam. O líder foi principalmente alguém que aconselhava e talvez influenciava a tomada de decisão, mas as pessoas em tais sociedades tinham papel ativo.  Este foi o período caçador-coletor.

No entanto, uma vez que grupos muito maiores foram formados, tal como no que se seguiu o advento da    agricultura, as coisas ficaram muito mais complicadas.  Temos agora papéis mais definidos para lidar com bens e serviços separados (alguns fazendo isso, outros fazendo aquilo), lidar com excedentes de alimentos, tomada de decisão e assim por diante.  Como tais sociedades surgiram, as desigualdades entre os membros da tribo tornaram-se cada vez mais evidentes.  Um exemplo de como os meios de produção e distribuição impactaram a estratificação social é que, como resultado da produção em massa destes produtos através do cultivo (usando ferramentas e animais), as mulheres já não eram vistas como sendo tão “úteis” como eram antes, na coleta de alimentos “selvagem” para a tribo, muitas vezes colhendo muito mais alimentos do que os homens poderiam fornecer pela caça.  Como resultado de perder um papel tão importante em sociedade, as mulheres tornaram-se mais e mais subordinadas aos homens.

2. Com isso em mente, vamos ver como ideais como o imperialismo, feudalismo, comunismo, democracia, livre iniciativa, capitalismo, e assim por diante foram formados, e o que foi proposto por eles para organizar uma sociedade. Para ajudar a fazer mais sentido, vamos imaginar que as pessoas estão colonizando e tentando iniciar uma nova sociedade em Marte, examinando o que cada um desses sistemas propõe para a gestão desta colonização.

Imagem1

Assim, aqui estamos em Marte.  Nós conseguimos criar uma atmosfera estável para que as pessoas possam respirar e plantas possam crescer.  Nós já trouxemos alguns milhões de pessoas e agora muitas outras pessoas foram convidadas a vir aqui com ideias sobre como organizar tudo.  Jovens e velhos, de todas as esferas da vida marciana se reuniram hoje, aguardando ansiosamente os audazes e corajosos para apresentar suas ideias sobre como eles iriam organizar esta nova sociedade marciana em um sistema sadio e próspero, que evita injustiças, que se preocupa profundamente com o bem estar próprio e também do meio ambiente, e será capaz de evoluir tecnologicamente e cientificamente.

Ah, parece que eles estão prestes a começar. Vamos ouvir:

Imagem3Olá. Prazer em conhecê-los. Eu sou o Feudalismo e, para não desperdiçar seu tempo, vamos diretamente ao que eu proponho. Eu acho que a melhor abordagem para vocês organizarem-se é esta:

  • Em primeiro lugar, proclame alguns Reis. Estes Reis serão proprietários de todas as diferentes partes de Marte, e cada Rei pode permitir que vários outros, vamos chamá-los de ‘Lordes’, possam gerenciar as seções de sua terra. Talvez eles sejam amigos do rei, por isso é fácil ver como esses “Lordes” são nomeados.  Precisamos de ‘Lordes’ porque Marte é muito grande para apenas alguns Reis a gerirem.
  • Então, precisamos de algumas pessoas que irão proteger essas áreas que os reis e lordes possuem. Essas pessoas protegem a terra e recebem algo em troca, como bens e serviços.
  • E em terceiro lugar, precisamos que o resto das pessoas trabalhem a terra e produzam os bens e serviços que todos nós precisamos.  Eles trabalham para o Rei e seus senhores, estão protegidos pelos “protetores de terra” e, em contrapartida, podem ter acesso a suas necessidades básicas.

No entanto, aqueles que trabalham a terra e os que protegem a terra devem sempre manter seus status.  Assim, eles nunca se tornarão senhores ou reis. Eles herdarão esses status por gerações e serão fadados a respeitá-los ou então o iria Rei puni-los, já que o Rei é quem toma todas as decisões.  Que tal?

Imagem2

Imperialismo: Ha! Essa é uma ideia incrível.  Devo acrescentar porém, uma vez que haverá tantos grupos de pessoas aqui em Marte, que precisamos trabalhar para conquistá-los com os nossos exércitos.  Então, precisamos nos tornar fortes, possuir um poderoso exército e sermos destemidos.

Colonialismo: Ei chapa, nós realmente pensamos da mesma forma. Imagine todas as tribos mais fracas que podemos conquistar e forçar a adotar nossos valores, tornando-nos cada vez mais fortes em número.

Imagem4Autoritarismo: Eu e Totalitarismo concordamos totalmente com vocês caras. Embora o Totalitarismo pense que este líder ‘Rei’ que você propõe precisa ter um forte carisma para atrair as pessoas a fazer o que ele quer, acho que não devemos nos preocupar muito sobre isso, então nós discordamos um pouco neste ponto.  No entanto, gostaria de acrescentar que o líder Rei deve controlar TODOS os aspectos da sociedade: ciência, artes, educação, que produtos estão sendo produzidos, quais serviços são permitidos, e assim por diante.  Precisamos do líder para decidir por todos nós.  Ou, bem, para vocês marcianos :).

Opa, espera aí!, diz Capitalismo. Isso é completamente injusto e completamente não-progressivo.  Todas as pessoas devem ser capazes de possuir terras e fazer o seu próprio negócio.  Desta forma, os melhores produtos e serviços serão produzidos através da competição.  Se você não permitir que aqueles que trabalham a terra ou aqueles que a protegem possam emergir em seus respectivos status, então você criará uma sociedade estagnada onde as pessoas não serão motivadas a melhorar continuamente a sociedade.  Você percebe isso!?

Democracia: E todos eles devem ser capazes de votar em quem será o seu Rei. Ou até em quais os direitos esses devem ter.  As pessoas devem estar no poder!

Imagem5

Fascismo: Ah cara, vocês dois são tão ingênuos. As pessoas não têm bom senso.  Não têm capacidade moral.  As pessoas não podem estar no poder. Quem está no poder deve decidir como a sociedade deve ser organizada. Embora eu concorde com o capitalismo em certa medida que as pessoas devem fazer as suas próprias empresas e possuir propriedades em Marte, também concordo com os outros em que o poder deve ficar acima e a nacionalidade de um grupo deve ser mantida, e até ampliada para outras tribos através do controle do exército.  Mas posso ligeiramente estar em desacordo com autoritarismo e totalitarismo quanto a quem deve liderar a sociedade.  Eu acho que é melhor ser liderado por um grupo de pessoas, vamos chamá-los de “políticos”, ao invés de apenas um cara (rei, ditador, etc.).

Imagem6Capitalismo: Bem, para ser honesto, eu concordo com todos vocês, mas desde que as pessoas possam possuir partes de Marte e fazer negócios fora dela. Sei que todos têm suas próprias regras sobre o que as pessoas podem dizer, o que eles podem usar, como a educação deve ser tratada, como devem gerir os seus negócios, imposição de impostos e leis, e assim por diante, mas eu não me importo, contanto que nós possamos promover a competição de uma forma ou de outra para a produção e melhora de produtos e serviços.

Imagem7Free-Market|Livre Mercado: Oh Capitalismo, eu só vou concordar com você se os líderes não tiverem nada a dizer sobre como as pessoas conduzem seus negócios!

Socialismo: Olhe Free-Market, se você basear tudo em deixar as pessoas competirem por sua educação, bens, serviços, ou qualquer outra coisa, você vai criar uma disparidade enorme de classes. Alguns vão se tornar muito ricos, alguns tão pobres que eles não vão conseguir sequer comprar comida. Imagine a exploração de pessoas pobres… Eu acho que é melhor fornecer as necessidades básicas das pessoas de forma igual, de graça, como parte da economia e dirigida pelos líderes.  Desta forma, nós não promoveremos lucro sobre esses serviços, mas sim basearemos a nossa produção e serviços na sua utilização efetiva e precisa.  Então, o dinheiro que os trabalhadores fazem deve ser dado de volta para eles, na maior parte, não a outros.  Precisamos de justiça e essa só pode ser alcançada se os líderes controlarem uma boa parte de como a sociedade é governada, e usar os ganhos para fornecer serviços gratuitos para o seu povo.

Imagem8

Comunismo: Enquanto eu concordo em grande parte com o socialismo, é bastante ingênuo pensar que ajustar às ideias do capitalismo vai funcionar. Nós precisamos nos livrar da noção de trabalhar para qualquer coisa.  Os homens devem ser livres, classes sociais deveriam nunca ter existido. Nós precisamos eliminar a noção de propriedade completamente.  Ninguém deve liderar um homem, mas ele mesmo.  Grupos de pessoas acabarão por conhecer e decidir por si mesmos o que eles têm que produzir e quando, e como distribuí-los. Precisamos eliminar a escassez e produzir abundância!  Eu vejo o socialismo como um caminho para o comunismo a partir de uma sociedade capitalista.

Capitalismo: Vocês estão começando a parecer com Autoritarismo ou Utopia.

Comunismo: E você, Capitalismo, começa a parecer cada vez mais com o feudalismo, onde as pessoas chegam a ser escravizadas por outros, mesmo para as suas necessidades básicas, e mesmo que, em teoria, você diz que todas as pessoas podem elevar sua classe social, permitindo-lhes possuir partes de Marte e fazer negócios, isso dificilmente vai provar ser verdadeiro, pois aqueles que acumulam mais vão rapidamente acumular ainda mais, e os pobres não terão escolha a não ser trabalhar para os ricos.  Isso é exploração, e nunca pode levar a uma sociedade pacífica!

Imagem9

Anarquismo: Eu acho que nós temos que manter um olho em todas essas pessoas. Eu não tenho um plano de como podemos organizar você Marcianos, mas eu diria que você deve ser cético em relação a todos eles quando se trata sobre as suas liberdades pessoais!

Imagem10Criança: Espere um minuto (diz um dos pequenos “marcianos”). De onde é que vocês tiraram todas essas ideias?

Cara mais velho: Oh! (diz um velho “Marciano”). Deixe-me explicar isso para você, garoto, pois para entender os detalhes destas abordagens, primeiro você precisa entender como elas surgiram, e como elas foram testadas e implementadas no planeta Terra.  Venha comigo para o museu de história virtual.

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>