VOCÊ é o Movimento Zeitgeist

Texto original de Andrés Delgado

Original disponível no TZMBlog

Tradução livre para o português brasileiro

TZM-Design-By-Matt-Davis1

O que é o Movimento Zeitgeist?

Se você está interessado em ajudar, bem, então VOCÊ é o Movimento Zeitgeist. Se você sente uma forte identificação com as propostas apresentadas em nosso material e você adoraria ver esta mudança acontecendo, esta é a nossa melhor resposta para você.

Frequentemente, muitas pessoas abordam o movimento com a esperança de encontrar uma estrutura muito organizada, pronta para tornar esta mudança possível. Isso é parcialmente verdade. É verdade que nosso principal interesse é construir um modelo de economia baseado em recursos, contudo, aqueles por trás da organização são pessoas normais, assim como você, com ocupações e uma “vida real” para cumprir, portanto nós contamos bastante com o comprometimento individual para fazer este movimento seguir adiante.

Nós ainda estamos nos organizando, lembre-se, nós queremos que toda a humanidade seja parte deste belo projeto humano. Se eu usasse uma metáfora, diria que nós somos como um óvulo recém fertilizado, que se multiplica para dar vida a algo novo, nós somos apenas poucas células, e devemos nos expandir. Em nível celular, a informação é compartilhada por compostos como o DNA, em processos complexos. Nós devemos servir – pelo menos por enquanto – a esta mesma função: transferir informação.

Como?

Ouça. Nós frequentemente temos dito que, para mudar este mundo, uma concordância básica numa abordagem científica que nos permita prover muitos seres humanos e viver com outras espécies num planeta saudável será o bastante… empatia é fundamental neste processo, compreendermos uns aos outros, compreendermos como pensamos, como sentimos. Ouvir é essencial neste processo; proporcionará a você a experiência de saber como comunicar este conceito a outras pessoas.

Pergunte a outras pessoas qual apreço elas têm pela tecnologia, como esta gera desemprego; descubra se elas são curiosas sobre a origem do dinheiro, o que elas pensam sobre equidade/igualdade, o quanto elas apreciam a ciência. Esta é uma estratégia muito boa para “conhecer o terreno” em que você está pisando; você se encontrará em primeira mão com o “zeitgeist”, que é uma palavra para descrever como as pessoas pensam e sentem a respeito de seu mundo.

Hora de expandir

Você não adoraria ter muitos amigos que compreendem este mundo? Como você se sentiria se pudesse fazer uma pessoa sorrir a cada vez que você compartilhasse seus sonhos? Eu lhe digo, é ótimo. Não é tão eficaz dizer a uma pessoa sobre o Modelo de Economia Baseado em Recursos (MEBR) se você não está incluído neste cenário; é aquilo que te trouxe até aqui em primeiro lugar – a convicção de que você poderia se desenvolver/progredir melhor num mundo como o que apresentamos no movimento. É este impulso que o ajudará a ser sincero com os outros e explicar porque isso parece importante e quais as vantagens disso.

O objetivo não é convencer os outros de que “isso é a coisa certa”, mas explorar seus sonhos e aspirações para o futuro, a família e a sociedade deles. Enquanto “fuça” nisso, você permitirá que se conheça, buscará maneiras de conceber e desenvolver seus próprios projetos e, de fato, você literalmente se tornará o Movimento Zeitgeist. E se o fizer bem, você se conectará respeitosamente com os sonhos e aspirações de outros. Aos poucos nós não apenas transmitiremos informação, mas gradualmente começaremos a moldar a cultura em uma abordagem completamente nova que permitirá o desenvolvimento de uma nova sociedade.

Hora de mudar?

Então, exatamente quando nós mudamos de “só falar sobre” para as pessoas e começamos a modificar as regras do jogo? É algo que você deve decidir pessoalmente e você pode rapidamente definir isso perguntando às pessoas ao seu redor, que são as peças-chave da sociedade. Novamente, o fundamental aqui é ouvir. Para um rápido exemplo, finja que isso é um jogo de futebol e, de repente, um fã alcança o campo para dizer que todos deveriam ter pelo menos dez bolas e arcos para que cada um pudesse satisfazer seu desejo de marcar um gol. O que você faria? Bem, é mais ou menos a mesma coisa que as pessoas fariam se você tentasse propor algo novo sem explicar o conceito previamente. A decisão é basicamente sua, mas lembre-se de que, pelo menos no Movimento Zeitgeist, nós queremos incluir toda a humanidade nisso e esperamos que esta transformação seja duradoura (o que é o conceito básico de sustentabilidade).

Isso não é a respeito do mundo inteiro entrar num acordo, literalmente, mas nós precisamos ao menos de uma maioria estruturada e comprometida, disposta a promover ações na sociedade, e aí você entenderá porque o movimento ainda pensa que nós estamos num estágio precoce da nossa evolução social, baseado na experiência acumulada de alguns poucos anos de ativismo.

Fazendo parte das atividades do grupo

Pessoas como você, com certeza, inventaram algo para dar este passo para expandir; você pode estar interessado ou não, mas é sempre bom ouvir. Então, imagine a respeito disso, entre em contato com seu grupo local pelos links correspondentes na sua região. Lembre-se, se você não encontrá-los:

  1. – Eles existem mas você não consegue encontrá-los, você pode seguir a pista a partir daqui;
  2. – Eles não existem, e seria legal você fornecer alguma informação para aqueles que estão ao seu redor. Isso é o que normalmente sugerimos para iniciar um capítulo.

Boa sorte na sua descoberta. :)

(OBS da tradutora: Para os links dos capítulos no Brasil, em português, acesse o site do movimento no Brasil e a página no Facebook).

You may also like...

2 Responses

  1. juliana disse:

    Ola, td bem!
    Gostaria de orientacao de como argumentar quando as pessoas tiverem uma reacao de negacao a verdadeira realidade uma vez que estao alienadas a sua propria condicao de escravos .
    Como se pode ajudar as pessoas dispertarem se ja estao acostumadas achar normal cooperar com seus opressores e se quer se sentem oprimidas consideram o sistema normal. Considerando os que se manifestam vandalos.

    • Michael Marques disse:

      Olá Juliana. Boa pergunta!
      Primeiramente, você não pode tentar mudar ou “despertar” as pessoas. Você pode apenas passar uma informação e deixar que elas mesmas decidam o que fazer com aquilo.
      No caso de pessoas que apresentam muita resistência, não tente confrontá-las e procure encontrar os “valores fundamentais” que ambos compartilham. Tente entender o que a pessoa valoriza e porque, depois comece a conversa por aí. Uma pessoa praticamente nunca muda quando existe muita pressão sobre ela. A verdadeira mudança acontece quando as pessoas se encontram em estado de paz para pensar e decidir o que é certo.
      Até mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>